Imagem de Administrador ESJ
Conferência Internacional de Educação para a Justiça Social :: 21 de Abril :: O regresso a casa
por Administrador ESJ - quinta-feira, 26 abril 2012, 16:45
 
Sábado, o ultimo dia em terras eslovenas.

O dia de regresso a casa começou cedo para todos os participantes. Uma vez que só tínhamos o voo de saída de Liubliana às 18h05, decidimos sair cedo de Bled para explorar a capital Liubliana.
1
Prontamente às dez horas esperava-nos à porta do hotel o autocarro que nos levaria até Liubliana. Após uma viagem de cerca de quarenta minutos, avistamos a capital. Liubliana está estrategicamente situada entre os alpes julianos e o mar adriático. Protegida por um Castelo e instalada vale rasgado pelo rio Liublianica, é uma cidade que inspira tranquilidade, sossego e transparece a sua diversidade cultural na sua gastronomia, música e arquitetura.
1
Segundo conta a lenda, no ano de 1144 a cidade era dominada por um dragão que costumava atirar fogo para aterrorizar seus habitantes a partir de uma das torres do castelo. Depois de muito tempo de solidão e destruição, o dragão apaixonou-se por uma doce fêmea e deles nasceu o primeiro dragão artista do mundo, um menino que não fez as vontades do pai. Quando o pai tentou ensinar o filho a assustar o seu povo e assim prepará-lo para o suceder no seu milenar e tirânico reinado, ele ficou contrariado e subiu ao céu num voo fulgurante. Fez as piruetas mais espetaculares alguma vez vistas e, ao mesmo tempo, cantou uma canção sobre o rio Liublianica e os seus namorados, que havia composto na véspera.
Após o espetáculo, o pequeno dragão foi descansar sobre a sua ponte favorita e, como no rio viviam seres mágicos que adoravam o dragãozinho, decidiram enfeitiçá-lo para que ele adormecesse e todos pudessem tê-lo sempre ao seu lado. Hoje, podemos ver as estátuas na famosa Ponte do Dragão.
1
Após percorrer a pitoresca cidade subimos de funicular ao famoso castelo do dragão um castelo medieval que se localiza no alto de um monte, de onde se avista até onde a vista alcança a cidade de Liubliana.
1
Após um passeio pelo castelo, algumas fotos da magnífica vista e uma breve paragem numa loja de souvenires para comprar produtos típicos da Eslovénia como o licor de mel, o dragão e as pinturas sobre mulheres, partimos encosta abaixo rumo a descoberta de um lugar para almoçar. Liubliana é uma cidade pequena, mas cosmopolita. Terminado o almoço foi tempo de arrumar as lembranças nas malas e rumar ao aeroporto para o regresso a casa.
1
Liubliana- Frankfurt-Lisboa é uma viagem de aproximadamente quatro horas e meia. Às 23h40 aterramos em Lisboa. As saudades eram já mais do que muitas e contavam-se os minutos para relatar toda a experiência às famílias.
1

Agora, é tempo de por mãos a obra e trabalhar por mais e melhor educação para a justiça social.
1